Biblioteca Interativa SEBRAE

Envie sua contribuição
Processing...
Pesquisa Avançada
Classifique

0

Downloads

Compartilhenas redes sociais

Publique no seu siteCopiarCódigoLink
Leia em seu dispositivo mobile
Processing...

Documento Digital

Estudo de Caso da Inesplorato

Publicado em: 29/11/2017

Débora, como acadêmica (Ciências Sociais), estava tendo algumas ideias sobre a necessidade de curar conhecimento. Um ouvinte de uma apresentação que havia feito, por exemplo, veio pedir indicação de livros, e ela começou a refletir sobre os motivos de ele simplesmente não ter ido pesquisar no Google. Roberto, publicitário, também estava refletindo sobre possibilidades de negócio, e numa viagem a trabalho para a Europa os dois reforçaram em conjunto diversas ideias. Depois, ainda na fundação da empresa, viriam Carlos Alberto para cuidar exclusivamente da parte financeira e mais recentemente Michelle, uma ex-funcionária. Até hoje a Inesplorato funciona sem identificações na fachada, num bairro tranquilo de São Paulo. Os sócios dizem aos clientes apenas que é a “casinha” branca com porta verde, não querendo passar uma “cara de empresa”. De fato, não querem que sua proposta se confunda com o tradicional serviço de consultoria. “Consultoria diz o que fazer, nós não”. O que eles fazem é preparar pessoas e empresas após diagnóstico diferenciado e entrega do conhecimento curado, o que também não seria curadoria de conteúdo (meras dicas e indicações aleatórias) e nem simples pesquisa. O principal dilema, nesse contexto de ineditismo e até mesmo de uma dificuldade inicial do mercado em compreender a proposta de valor, foi e ainda é a precificação. Logo de ínicio perceberam que o produto final para pessoas físicas, uma charmosa “caixa” com seleção de livros e outras fontes de informação que era marca da empresa, daria prejuízo. Valeria ou não a pena mantê-lo?